7500+ artigos disponíveis em stock
🎄 Regresso possível até 31.01.2023
Seu parceiro para astronomia
Revista > Prática > Conselhos e Truques > Filtros de cor para a observação de planetas
Prática

Filtros de cor para a observação de planetas

A observação de planetas é ainda mais divertida com filtros de cor — é que consegue ver consideravelmente mais. O filtro ideal para cada situação.

Filter Omegon Pro Okular Reflexion Gruen

É fascinante o efeito que os filtros de cor têm na observação de planetas. Qualquer pessoa que já tenha aumentado os contrastes nas faixas de Júpiter ou realçado significativamente a “Grande Mancha Vermelha” em Júpiter não vai mais querer perder as vantagens destes filtros. Estes detalhes criam experiências de observação totalmente novas, as quais eram desconhecidas até então.

Mas é claro que não existe um filtro de contraste universal para todas as áreas de observação de planetas. Cada filtro é adequado para um determinado planeta e região. Os filtros devem ser coplanares para mostrarem uma boa imagem sem distorções. Estão maioritariamente disponíveis nos tamanhos 1,25" e 2", com uma armação metálica.

Veja a nossa lista de filtros recomendados de violeta a amarelo, com as suas áreas de aplicação

Violeta W47

  • Anéis de Saturno e contornos. Nuvens da atmosfera de Vénus.

Azul escuro W38A

  • Bom filtro para Júpiter, Saturno e Marte. No caso de Júpiter e Saturno, as faixas nebulosas são realçadas. Marte revela os albedos, nuvens e, possivelmente, o fenómeno do “violet clearing”.
  • Realce das fases de Vénus.
  • As caudas de poeira dos cometas são realçadas.

Azul W80A

  • Adequado para Júpiter, Saturno e Marte. No que toca a Vénus, evidencia as estruturas e fases.

Azul claro W82A

  • Aumento do contraste na maioria dos planetas, mas particularmente adequado para Júpiter e Saturno (especialmente para faixas nebulosas). No caso de Vénus, as fases são mais fáceis de detetar. No que toca a Marte, as calotas polares ficam visíveis.

Verde W56

  • A Grande Mancha Vermelha em Júpiter é destacada. No caso de Saturno, as nuvens brancas ficam visíveis com grandes aberturas e é possível distinguir melhor os anéis. Quanto à Lua, é possível aumentar o contraste. As fases de Vénus são visíveis.

Amarelo-verde W11

  • Intensificação do contraste em Marte e intensificação da divisão de Cassini em Saturno. Adequado também para Júpiter.

Amarelo escuro W15

  • Detalhes e nuvens em Marte são realçados. A Grande Mancha Vermelha em Júpiter é destacada. Intensificação do contraste na Lua. O halo azul, que aparece em refratores acromáticos, é suprimido.

Vermelho escuro W29

  • Intensificação do contraste na Lua. A luz é bloqueada na parte azul do espetro, o que facilita a observação de Vénus e Mercúrio durante o dia. Calotas polares de Marte e albedo ficam visíveis.

Vermelho W25

  • Como em cima.

Vermelho claro W23A

  • Como em cima.

Laranja W21

  • Perfeitamente adequado para tempestades de poeira em Marte.
  • No caso de Júpiter e Saturno, é possível distinguir estruturas.
  • No que toca a Mercúrio, permite uma melhor observação das fases.
  • Possivelmente consegue-se também identificar detalhes em Úrano.

Amarelo W12

  • Perfeitamente adequado para nuvens e tempestades de poeira em Marte e para estruturas em Júpiter.
  • Os filtros de cor escuros devem ser preferencialmente utilizados em grandes telescópios. Em contrapartida, os filtros mais claros são mais adequados para pequenos telescópios.
  • Detalhes e nuvens em Marte são realçados. A Grande Mancha Vermelha em Júpiter é destacada. Intensificação do contraste na Lua. O halo azul, que aparece em refratores acromáticos, é suprimido.

Filtros recomendados