7500+ artigos disponíveis em stock
🎄 Regresso possível até 31.01.2023
Seu parceiro para astronomia
Revista > Prática > Conselhos e Truques > Como tirar fotografias lunares com o smartphone
Prática

Como tirar fotografias lunares com o smartphone

Fotografia lunar: este método com o smartphone é tão simples que, a partir de agora, qualquer pessoa pode tirar belas fotografias lunares.

Astrofotografie Smartphone Adapter Mond

Fotografia lunar com o smartphone: o Omegon Easypic Smartphone Adapter

Antigamente era difícil tirar fotografias lunares. Tirar fotografias, revelar o rolo, esperar que as fotografias estivessem nítidas. E depois ficávamos desapontados quando a lua afinal estava desfocada. As câmaras digitais e as câmaras de telemóvel vieram facilitar consideravelmente todo este processo. Atualmente, as câmaras incorporadas nos smartphones são de uma qualidade extraordinária. Uma boa ferramenta para uma fotografia lunar. Desde que consigamos fixar o nosso telemóvel ao telescópio. Vejamos como qualquer pessoa consegue tirar uma fotografia lunar através de um telescópio.

Imagens lenticulares na ocular?

Normalmente corre mal quando tentamos segurar um smartphone atrás de uma ocular para tirar uma fotografia. É difícil posicionar a pequena lente da câmara de forma precisa no centro da lente ocular de modo a evitar sombras. E quando nos concentramos em premir o disparador, perdemos o centro. É uma pena, porque as câmaras dos smartphones são atualmente tão boas que já foram utilizadas para gravar os primeiros filmes de cinema.

Foi com um iPhone que o cineasta Steven Soderbergh (Oceans Eleven, Solaris) filmou o "Unsane" em 2018. Mas também os astrónomos podem beneficiar do smartphone.

O que precisa para tirar fotografias lunares extraordinárias

O que precisa para tirar fotografias lunares extraordinárias

Ter um bom adaptador para smartphone é o requisito para tirar fotografias mais bonitas e profissionais à lua do que com qualquer câmara há 10 anos. O surgimento de adaptadores para smartphone cada vez melhores no mercado da astronomia revela o quão sério é o tema da fotografia através de telemóvel. Por exemplo: o Omegon Easypic Universal Smartphone Adapter. Com este artigo quero explicar-lhe como utilizá-lo para tirar as suas primeiras fotografias lunares de qualidade. Além do seu telescópio e de mais algumas oculares, não precisa de mais nada. Isto facilita a iniciação à astrofotografia.

A diferença em relação a outros adaptadores

O Easypic Universal Smartphone Adapter segue um caminho diferente da concorrência. A maioria dos adaptadores tem uma braçadeira que se enrola em torno de uma ocular de 1,25 polegadas. Em seguida, o telemóvel é fixado separadamente num grampo e tem de ser corretamente posicionado sobre a ocular. Este é um bom sistema por si só, mas exige do fotógrafo um certo tato. E, no fim, não pode haver mais falhas.
Até porque à noite a paciência já não é muita. Além disso, está escuro como breu!
Podemos simplificar? Claro! Com autocentragem.

Como preparar o adaptador

A lua está no céu e o telescópio é alinhado com o nosso satélite da Terra. Já consegue visualizá-lo na ocular. Agora é altura de o seu smartphone e o adaptador Easypic entrarem em jogo. Na parte traseira do adaptador, solte o pequeno parafuso dos grampos de fixação. Puxe os grampos de fixação para fora. E depois posicione o seu telemóvel com a lente da câmara diretamente sobre o buraco central. Empurre os grampos de fixação contra o seu telefone e aperte novamente o parafuso. Verifique se os grampos estão bem fechados para que o seu telemóvel não se consiga soltar.

Como unir o adaptador à ocular

Agora vem a parte mais fácil! Mantenha o adaptador com o smartphone em contacto direto com a sua ocular. Rode depois o parafuso de rosca grande na lateral. Três pernos começam a mover-se e prendem em simultâneo a sua ocular. O adaptador centra-se e fixa-se assim na sua ocular. A lente da câmara do seu smartphone assenta depois com precisão sobre o centro da ocular.

A autocentragem significa: mais foco no seu objeto e menos preocupação com pormenores técnicos.

E já está!

A imagem: a lua no smartphone

A imagem: a lua no smartphone

Se a sua aplicação de câmara estiver ativada, deverá conseguir ver agora a lua no seu ecrã. Refocar novamente e já está tudo pronto para a fotografia.

Estes passos são necessários:
• Desligar o flash
• Ativar o temporizador
• Se necessário e possível, ajustar o tempo de exposição

Prima agora o disparador, como é habitual, e tire uma fotografia. A imagem da lua foi obtida com o Easypic Universal Smartphone Adapter e um telescópio dobsoniano Omegon de 8 polegadas.

Reduzir o brilho com filtros de densidade neutra

No que toca à lua, uma boa imagem depende do ajuste correto do tempo de exposição. No entanto, planetas como Vénus ou Júpiter aparecem muitas vezes com demasiado brilho na imagem. Estão demasiado expostos à luz. Os discos planetários parecem queimados. A solução: filtros de densidade neutra e filtros polarizadores variáveis. Este é o nosso truque, com o qual podemos também reproduzir estruturas nos planetas.

Conclusão:

Com um smartphone e o Easypic Universal Smartphone Adapter podemos obter rapidamente imagens da lua e dos planetas. Não precisa de ser um especialista no assunto: até a própria ligação a uma ocular é simples. Tirando o posicionamento do adaptador, não há mais nada com que se tenha de preocupar. Com o smartphone consegue-se obter fotografias lunares com uma boa nitidez. Há alguns anos, isto não passava de um sonho.

Conclusão:

Produtos recomendados para a astrofotografia